Principais nós de gravata e sua história

Apesar da sua longa história, a versão atual da gravata com nó surgiu no apenas no século XIX. Em 1827 Honoré de Balzac e grupo de mais 4 escritores lançaram o livro voltado para o público masculino contando a história da gravata, sua importância para o guarda roupa masculino e as principais técnicas de fazer nós. Na segunda metade do século XIX, a gravata com nó começou a substituir aos poucos o uso de ascotes e cachecóis.

Um dos primeiros nós de gravata que entrou na história era o nó simples, mais conhecido como Four in Hand, que durante os anos 1870 passou a fazer parte do uniforme do exercito britânico e do look de um típico gentleman europeu.

Atualmente existem inúmeros tipos de nós de gravata. Nesse artigo listamos os principais nós de gravata que qualquer pessoa que gosta e aprecia uma boa gravata deve saber fazer.

 

Nó Four in Hand | Nó Simples

Características: Comum, assimétrico, fácil de fazer, pequeno.

Indicado para todos os tipos de corpo.

Perfeito para uso no dia-a-dia, acompanhando com um look clássico.

Pode ser feito em gravatas de todos os comprimentos, independente da estampa e tipo de tecido.

Estilo: clássico e elegante

Transmite: simplicidade

História:

Nó Four in Hand  surgiu na Grã Bretanha nos anos 1850. Nome Four in Hand pode ser traduzido como quatro na mão, fazendo referencia a carruagem com quatro cavalos, dirigida por uma pessoa. Nome desse nó surgiu em homenagem ao Four In Hand Driving Club (Quatro na Mão Clube de Condução de Carruagem), fundado em 1856. Um pouco mais tarde, nos anos 1870, a gravata com nó For in Hand passou a fazer parte do uniforme do exercito britânico em volta dos anos 1870. No final de século XIX, esse nó também passou a ser chamado School-boy Knot, traduzido de inglês, Nó de Aluno, devido ao fato que a gravata com nó Four in Hand começou a fazer parte do uniforme das escola de elite.

Nó Príncipe Albert

Características: Incomum, assimétrico, fácil de fazer, pequeno.

Indicado para pessoas de altura média e baixa, porque alonga silhueta.

Perfeito para uso no dia-a-dia, torna um look clássico em um interessante e mais descontraído.

Pode ser feito em gravatas de todos os comprimentos. Se destaca mais em tecidos lisos ou com estampa com pouco contraste, pelo efeito tridimensional criado pela sobreposição das camadas de tecido.

Observações: não combina com colarinho largo.

Estilo: clássico e elegante

Transmite: personalidade

 

História:

Não é difícil de adivinhar que esse nó ganhou seu nome em homenagem ao Príncipe Albert (14.12.1895 – 6.02.1952), marido da Rainha Elizabeth e logo se tornou um símbolos de alfaiataria britânica. Esse nó de gravata ganhou ainda mais fama nos anos 1970-1980, quando fez parte do figurino do James Bond, interpretado pelo Roger Moore.

Nó Príncipe Albert é nada mais do que uma variação do clássico nó Four in Hand com mais uma volta, sendo assim um pouco mais grosso do que Four in Hand, projetando a gravata para frente.

Foto do Príncipe Albert

Saiba mais como fazer nó de gravata Príncipe Albert.

Nó Windsor

Características: Comum, simétrico, fácil de fazer, grande.

Indicado para pessoas altas.

Perfeito para uso em eventos  e reuniões de negócios.

Não é indicado para fazer em gravatas curtas. Combina com tecidos mais finos, independente da cor e estampa.

Observações: combina com colarinho largo.

Estilo: tradicional, sério e elegante

Transmite: poder e autoconfiança

História:

Nó Windsor recebeu seu nome em homenagem ao duque Windsor (23 June 1894 – 28 May 1972), que gostava de usar gravatas com nós volumosos. Existe uma versão da história que esse nó foi criado pelo pai do duque, George V, que se destacava na sociedade fazendo nós de gravata volumosos. Duque Windsor, diferente do seu pai, dava preferência aos tecidos mais pesados, deixando seus nós gravata grandes e também mais encorpados. Esse tipo de nó surgiu nos anos 1930, acompanhando o estilo Art Deco e aproveitando a variedade de tecidos estampados. Esse tipo de nó é usado pela força aérea do Reino Unido, porem outros departamentos do exercito e também os membros do governo não costumam fazer nó Windsor, como forma de protesto devido ao fato que o duque abdicou do trono. Hoje em dia nó Windsor é bastante comum entre os membros do governo do Canadá e pode ser visto em ambiente de negócios.

Duque Windsor

Nó Pratts – Shelby

Características: Incomum, simétrico, fácil de fazer, médio.

Indicado para todos os tipos de corpo.

Perfeito para uso no dia-a-dia e realça um look clássico e equilibrado.

Pode ser feito em gravatas de todos os comprimentos, independente da estampa e tipo de tecido.

Observações: indicado o uso de alfinete de gravata.

Estilo: tradicional, sério.

Transmite: seriedade, perfeccionismo

História:

Nó Pratt – Shelby foi criado pelo Jerry Pratt na segunda metade do século XX. Nó ganhou fama em 1982, quando Jerry Pratt, ex-membro de Câmara de Comércio, com 92 anos de idade deu a entrevista para TV repórter Don Shelby, explicando como fazer um nó de gravata perfeitamente simétrico e equilibrado.

 

 

Nó Balthus

Características: Incomum, simétrico, difícil de fazer, grande.

Indicado para pessoas altas.

Perfeito para se destacar e atrair atenção.

Pode ser feito em gravatas compridas, dando preferência para tecidos mais leves e cores e estampas de baixo contraste .

Observações: indicado uso com coletes e sobretudos

Estilo: dândi, polêmico.

Transmite: personalidade, autoconfiança

História:

Nó Balthus foi criado em homenagem ao surrealista franco – polonês Balthasar Klossowski (29.02.1908 – 18.02.2001). De vez em quando esse nó aparece em figurinos masculinos para destacar personagens polêmicos, como por exemplo personagem do Mads Mikkelsen no seriado Hannibal (2013-15).

Artista Balthus

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *