Estampa Listrada e sua história

A estampa listrada é uma das estampas mais vistas nas passarelas de moda e no nosso dia-a-dia. A sua história é bem mais longa do que é imaginado. A estampa listrada foi uma das primeiras estampas que surgiu no mundo, devido ao uso de pele animal na idade da pedra lascada. Desde aquela época ela acompanhou a evolução das regras do vestuário e da moda. Além de fazer parte das cartelas de cores e estampas das várias grifes de moda, as listras sempre causam forte impacto visual, provocando várias reações e interpretações. Considerando que uma cor sólida representa uniformidade, e acalma o olhar, o listrado, ao contrário do liso, enche o espaço, causa desordem na ordem, chama a atenção e produz ruído. O confronto de duas cores pode ser considerado o sinônimo de divisão, rebeldia e transgressão. Não é difícil de notar alguém vestido de listrado, mas é difícil de fixar o olhar.

Não é por acaso, que na Idade Média foram criadas as leis do vestuário que, entre outras normas, proibiam o uso de vestes listradas pela sociedade. O padrão só era usado pelos àqueles que estavam fora dela, rejeitadas ou excluídas, por exemplo, os criminosos, devedores, prostitutas, etc. Mais tarde, mas ainda no século XII, as listras foram utilizadas por todos aqueles que viviam sobre a proteção dos seus senhores.

No Renascimento as listras passaram a fazer parte do mundo doméstico e foram usadas em pijamas e roupas de banho, mas também serviam para marcar loucos, contagiosos e excluídos.

Séculos depois as listras começaram a migrar para uniformes de marinheiros. Por volta dos séculos XIX e XX, quando a sociedade europeia começou frequentar as praias, as listras passaram do alto mar para moda praia. Nesse período as listras também começaram a fazer parte do círculo do lazer, do esporte, da infância e da juventude.

No início do século XX, a estilista Coco Chanel eternizou as listras entre as mulheres em suas coleções.
Hoje, as listras têm outro significado e são vistas quase como o oposto daquela época, remetendo à organização.  Nas sociedades contemporâneas as listras pintam roupas de prisioneiros, assinalam lugares perigosos, destacam uniformes de equipes esportivas e decoram as areias e áreas das piscinas nas tradicionais cadeiras e guarda-sóis.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *